Diferenças entre Peixes Cartilaginosos e Ósseos


Peixes Cartilaginosos - Classe Chondrichthyes
Os peixes cartilaginosos são representados pelas Raias, Tubarões e Quimeras. São peixes que possuem o esqueleto cartilaginoso e habitam ambientes marinhos (em maioria) e podem ser dulcícolas também como por exemplo as  raias dos gêneros Plesiotrygon, Potamotrygon e Paratrygon, com cerca de 20 espécies no total.

Estes animais possuem boca ventral com dentes recobertos de dentina, 10 pares de nervos cranianos, não possuem bexiga natatória, pele rígida recoberta por escamas placóides,  cintura pélvica e peitoral, Coração com duas câmaras (átrio e centríolo), Rins mesonéfricos (atuam na flutuabilidade do animal), Poiquilotérmicos, Sexos separados, Respiração por brânquias de 5 a 7 pares, ductos reprodutores e excretores no qual abrem-se na cloaca, clásper (estrutura que auxilia na reprodução), são ovíparos ou vivíparos, desenvolvimento indireto (se desenvolvem dentro da mãe), ovos megalécitos com grande quantidade de vitelo.

A presença de mandíbulas grandes e a disposição dos dentes dos tubarões é muito importante, pois possibilita que estes animais sejam predadores de topo, se alimentando de presas grandes. Você sabia que os dentes dos tubarões são trocados constantemente? A sua dentição funciona como uma esteira de dentro para fora, onde os dentes de dentro vão sendo empurrados para fora de acordo com a queda dos dentes da borda externa da mandíbula (Clique aqui para saber mais!). Já uma característica importante das raias é o ferrão, no qual serve de proteção e são muito eficientes quando comparado a mandíbula dos tubarões.


A circulação destes animais cartilaginosos é fechada, onde os diferentes sangues (rico e fraco em oxigênio) se misturam pois não há separação das câmaras cardíacas. São poiquilotérmicos pois dependem do ambiente para manter a temperatura corporal.


Como não possuem orgãos reprodutores, são dotados de estruruas auxiliares na reprodução como o Clásper (estrutura com duas extremidades prolongadas) presente nos machos. A reprodução acontece de modo em que o macho encosta o clásper na cloaca da fêmea e os espermatozóides são liberados escoando para dentro da fêmea. Assim, os espermatozóides migram para o óvulo pelo oviduto onde ocorre a fecundação. A cloaca é uma abertura que auxilia na reprodução e também na excreta. As fêmeas de tubarões e raias são maiores que os machos. Lembrando que os peixes cartilaginosos NÃO possuem bexiga natatória!

Mas se os peixes cartilaginosos não possuem bexiga natatória, como eles não afundam? Veja a explicação para isso Clicando Aqui!

Peixes Ósseos - Classe Osteichthyes
Os peixes ósseos possuem o esqueleto ósseo e são muito diferentes dos peixes cartilaginosos. A maioria possui escamas, todos possuem bexiga natatória, glândulas produtoras de muco que reduzem o atrito com a água durante a natação, boca em posição terminal em geral com dentes, quatro pares de fendas branquiais; nadadeiras peitorais e pélvicas em pares, nadadeira dorsal, caudal e anal únicas; sexo separado, fecundação externa e interna, maioria ovípara, desenvolvimento direto ou indireto, Poiquilotérmicos etc.



Veja abaixo as diferenças entre os peixes Cartilaginosos e Ósseos:

Características principais dos Cartilaginosos: Esqueleto cartilaginoso, sistema digestivo terminado em cloaca, NÃO possuem bexiga natatória, secretam uréia, brãnquias descobertas, não possuem escamas.

Características principais dos peixes Ósseos: Esqueleto ósseo, Sistema digestivo terminado em ânus, possuem bexiga natatória, secretam amônia.

Características comuns em ambos: Sistema circulatório fechado, duas câmaras no coração (um átrio e um centríolo), são ectotérmicos.




Espero que tenha gostado! Deixe sua opinião ou tire alguma dúvida!

Comentários
25 Comentários

25 comentários:

  1. Qual é a diferença da dentição dos peixes òsseos para os cartilaginosos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Bom, a dentição dos cartilaginosos é renovada com mais frequência do que a dos ósseos. Por exemplo, os tubarões possuem um grande sistema de produção de novos dentes, no qual funciona como uma esteira, iniciando de dentro para fora a produção dos dentes. Por exemplo, no interior da maxila e mandíbula do tubarão existem vários dentes em processor de formação, formando várias fileiras de dentes que estão se desenvolvendo, até atingirem o tamanho do dente normal do tubarão. Veja nesse link como funciona exatamente a produção de novos dentes nos tubarões:

    http://euquerobiologia.blogspot.com.br/2011/11/reposicao-dos-dentes-nos-tubaroes.html

    As raias possuem também várias fileiras de dentes, porém são dentes muito pequenos devido seu meio de alimentação ser basicamente filtrador.

    Já as quimeras possuem apenas 6 dentes grandes, não tendo um processo complexo de produção de dentes como os tubarões.

    Os peixes ósseos possuem a dentição simples, onde os dentes são substituídos quando caem pelo processo normal de alimentação. Podem possuir dentes grandes e afiados como o peixe Cachorra e a Piranha, ou possuir dentes muito pequenos parecendo uma "lixa" no caso dos peixes de couro como Jaú, Pintado, Cachara.

    Espero ter ajudado!

    ResponderExcluir
  3. Guilherme Henrique22 de outubro de 2012 10:58

    e quanto a circulação dos peixes ósseos?

    ResponderExcluir
  4. A circulação do peixe ósseo é fechada. Sabe o que é uma circulação fechada? Simples, uma circulação que está dentro dos vasos sanguíneos (veias, artérias e capilares).

    ResponderExcluir
  5. doida
    e quanto a respiração?

    ResponderExcluir
  6. Resumindo, a respiração é bem simples e comum. Com exceção dos peixes pulmonados, os demais peixes respiram através da constante corrente de água que passa pelas brânquias, onde no momento do contato da água com o tecido branquial rico em vasos sanguíneos, há a passagem de oxigênio por difusão. É claro, que envolvem alguns outros processos, mas resumindo é isso.

    Se quiser mais detalhes é só pedir :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. a diferença entre a reprodução??

    ResponderExcluir
  8. vc ajudou muito mas como e a respiracao dos peixes osseos

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. Que bom Eliane, fico feliz por isso!
      Conte comigo sempre que precisar.

      Abração!

      Excluir
  10. Perfeitooooooo amei mt ' sem fla qq ajudoo tipo demaais haha obrigadooo *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Se precisar de mais ajuda é só entrar em contato.

      Excluir
  11. Respostas
    1. A excreção de ambos é parecida quando comparados cartilaginosos e ósseos dulcícolas. Porém os peixes cartilaginosos em sua maioria são marinhos, então a excreção muda muito. Os animais marinhos são hipotônicos, ou seja, possuem conteúdo salino menor que do ambiente (mar) e retém mais água.

      Se possuem menos soluto, eles tendem a perder água o tempo todo, já que ela flui do meio menos concentrado para o mais concentrado, correto?

      Para tentar reverter essa situação, eles possuem a capacidade de reter uréia, um importante soluto. Cerca de 2% do sangue contendo uréia possibilita que a pressão osmótica do sangue seja pouco maior que a do mar. Isso faz com que a água tenha tendência a entrar e não sair do peixe.

      Como estão sempre sujeitos a perder água, sempre há necessidade de obtê-la. Os peixes marinhos conseguem obtê-la por meio da ingestão da água marinha que é absorvida no intestino juntamente com os sais. Os sais em excesso são eliminados por brânquias e via urina altamente concentrada em solutos.

      Nos peixes dulcícolas os sais ficam retidos por meio de vários mecanismos, como as brânquias capazes de filtrá-los e também nefrons bem desenvolvidos que reabsorvem mais sais, onde a água é retida com facilidade. Ao mesmo tempo a urina destes peixes é pouco concentrada em solutos e rica em líquidos principalmente água.

      Ficou claro?
      Espero que tenha entendido, qualquer coisa, entre em contato por email ou facebook que utilizo figuras para te ajudar a entender melhor.

      Abraço!

      Excluir
  12. Obrigada me ajudou muito!!

    ResponderExcluir
  13. Nossa gostei muito desse site ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom amigo(a), fico feliz que tenha gostado e te ajudado. Conte sempre com o EQB. Abraço!

      Excluir
  14. O Guellity ajudou todo mundo!!

    ResponderExcluir

Você é curioso?

MAIS DESTA CATEGORIA