1. Desde criança você tem uma boa relação com a natureza

Sem dúvida alguma, todo biólogo possui uma gigantesca atração e respeito pela natureza, amando-a de uma forma muito bonita e única. Isso se deve, em grande parte, ao fato de terem tido uma infância diferente. Se você perguntar a um biólogo como foi a infância dele, possivelmente ele dirá que andava pelas matas revirando troncos e pedras em busca de animais, que eram observados por horas ou simplesmente desmembrados para ‘estudo’ detalhado; coletava plantas e fazia diferentes ‘poções’ e experimentos, e, tinha uma certa tara por programas de TV que falavam sobre ciência e natureza. Além disso, muitos biólogos criavam algum tipo de animal em casa, como aranhas, louva-a-deus, bicho-pau, serpentes, e outras espécies nem um pouco interessantes para a maioria das pessoas comuns.

Se você teve alguma dessas experiências ou se identificou com elas, cuidado! Você pode se tornar um(a) biólogo(a)!

2. Você é uma pessoa muito curiosa e questionadora

Para a maioria dos biólogos, não existem respostas óbvias e únicas para tudo. Nós somos questionadores e não gostamos nem um pouco de engolir idéias prontas – nós queremos explorar e aprender por conta própria, até satisfazer (ou pelo menos tentar) a nossa curiosidade.

Os curiosos e questionadores, com perfil de biólogos, ficam perplexos com o mundo natural e querem entender como tudo funciona – querem entender o contexto das coisas e não mais os pequenos detalhes. Querem saber como a natureza funciona e como as espécies surgiram e evoluíram, ou então, quais são as funções que os animais e plantas desempenham. Eles querem aprender tudo que puderem, e não sossegam até conseguir!

Veja essas imagens:

4 fatos que indicam que você realmente será um(a) biólogo(a)
O louva-a-deus orquídea assemelha-se notavelmente a uma orquídea, atraindo suas presas. Sua camuflagem é tão convincente que os insetos são mais atraídos por ele do que pela própria flor.
4 fatos que indicam que você realmente será um(a) biólogo(a)1
O termo bicho-folha é a designação comum aos insetos fasmatódeos e aos ortópteros da família dos tetigonídeos, especialmente dos gêneros Tanusia, Pterochroza, Mimetica e Typophyllum, que reúnem espécies que imitam folhas. Foto: Almir Cândido de Almeida / Flickr.
4 fatos que indicam que você realmente será um(a) biólogo(a)3
Plantas carnívoras são plantas com a capacidade de atrair, capturar, digerir e utilizar os nutrientes de suas presas, que geralmente são pequenos animais, incluindo insetos, aracnídeos e até mesmo anfíbios, répteis e aves,
4 fatos que indicam que você realmente será um(a) biólogo(a)2
O ornitorrinco é um mamífero semiaquático natural da Austrália e Tasmânia. É o único representante vivo da família Ornithorhynchidae, e a única espécie do gênero Ornithorhynchus.

O que você pensou quando viu esses animais e plantas? As pessoas que não tem um perfil de biólogo, não pensariam muito a respeito, apenas ficariam encantadas e admirariam esses seres. Porém, as pessoas questionadoras ficariam com a pulga atrás da orelha, se perguntando “Como é que um inseto se tornou tão parecido com uma flor, ou uma folha? Como pode a natureza ter gerado plantas que consomem animais para sobreviver? E o ornitorrinco, então, o que dizer?”

Conheça nossos cursos online!
Clique aqui.

É nesse momento que você começa a perceber que a natureza possui uma gigantesca complexidade e que existem grandes mistérios por trás de sua infinita beleza – e o mais lindo disso tudo, é que você se interessa por eles! Esta é, sem dúvida alguma, a principal característica de um bom biólogo.

3. Você tem uma grande atração pelo espaço sideral

Os biólogos, em sua grande maioria, possuem uma relação muito forte com o espaço. Nós gostamos de passar horas olhando o céu estrelado. Obviamente, não ficamos apenas o admirando, mas continuamos questionando! “Será que aquela estrela já explodiu? Quais são os tipos de vida que existem por essa imensidão afora? Quão diferentes de nós elas devem ser?”. Além disso, ficamos muitas vezes pensando e quebrando a cabeça, tentando elaborar nossas próprias ‘teorias’ sobre a origem do universo e costumamos admirar grandes físicos e cosmólogos, como Stephen Hawking, Einstein, Neil DeGrasse e por aí vai.

Esse interesse pelo universo é muito relevante. É uma maneira de admitir que somos mera poeira cósmica! Ainda assim, mesmo sabendo que somos insignificantes na imensidão do universo, temos noção do valor real de nossas vidas e nos preocupamos com coisas que a maioria das pessoas sequer é capaz de pensar – como o bem coletivo. A vida é muito mais do que o carro, a casa e os demais bens materiais que uma pessoa pode ter – e os biólogos sabem muito bem disso quando olham para o céu deslumbrantemente estrelado.

4. Você não quer ser apenas mais um, você quer fazer a diferença

Um bom biólogo quer fazer a diferença, sempre! Ele acha que não nasceu para ser apenas mais um e viver como todo mundo vive. Ele quer poluir menos, consumir menos e busca ter uma vida simples – para que a natureza sofra menos com as mãos gananciosas do homem.

Nós queremos repassar esses valores para outras pessoas, o tempo todo. Por isso, os biólogos são comumente vistos dando palestras, oficinas e cursos, fazendo a educação ambiental de crianças e adultos. Por esta razão, muitos biólogos possuem um grande interesse pela carreira de professor, afinal, eles sabem que as crianças são o nosso futuro e se queremos um mundo melhor, precisamos começar por elas!

Além disso, muitos biólogos fazem da ciência uma importante ferramenta para solucionar grandes problemas ambientais, lutando contra o desenvolvimento econômico insustentável, na tentativa de proteger os recursos naturais, que são o nosso maior patrimônio.

Um bom biólogo se preocupa não apenas com o planeta! Muitos também se preocupam com a qualidade de vida das pessoas e fazem a diferença em diversas áreas que envolvem a saúde humana, através de pesquisas focadas na cura de doenças ou na descoberta de fármacos e criação de medicamentos.

Fazer a diferença, nos dias de hoje, é simplesmente dar amor, confrontando o sistema que deixa as pessoas egoístas e cegas! Para vivermos melhor e em harmonia com nossos semelhantes e com o planeta, nós simplesmente precisamos ser pessoas dispostas a propagar o amor – e o verdadeiro biólogo sabe bem o que é isso!

Para finalizar, deixo essa belíssima música do John Lennon, que marcou milhões de pessoas em todo o mundo. Ela diz bem o que passa no coração dos bons biólogos que sonham em mudar o mundo.

Se você se identificou com algum desses fatos, você tem grandes chances de entrar para o incrível mundo da biologia. Não tenha medo de ser quem você realmente quer ser. O mundo precisa de você!

Desde já, seja muito bem-vindo(a)!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDicas essenciais para iniciar o seu TCC
Próximo artigoApaixone-se pela Astrobiologia
Guellity Marcel
Biólogo, mestre em Ecologia e Conservação e apaixonado por ciência e tecnologia. Tem interesse em ecologia de populações e comunidades, sustentabilidade e mudanças climáticas, mas sua maior paixão são os negócios sociais e ambientalmente responsáveis. Atualmente está trabalhando no desenvolvimento de uma empresa para solucionar problemas socioambientais em larga escala.