Os cromossomos são componentes celulares que são compostos de DNA e estão localizados dentro do núcleo de nossas células.

O DNA em um cromossomo é tão longo, que deve ser enrolado em torno de proteínas chamadas histonas, que por sua vez enrolam-se sobre si mesmas, dando origem à cromatina, para que elas possam caber dentro de nossas células. O DNA nos cromossomos consiste em milhares de genes que determinaram tudo sobre um indivíduo. Isso inclui a determinação do sexo e traços hereditários, como cor do olho, covinhas e sardas.

Descubra dez fatos interessantes sobre os cromossomos.

1: AS BACTÉRIAS TÊM CROMOSSOMOS CIRCULARES

Ao contrário dos fios lineares de cromossomos encontrados em células eucarióticas, os cromossomos em células procarióticas, como bactérias, geralmente consistem em um único cromossomo circular. Uma vez que as células procarióticas não possuem um núcleo, esse cromossomo circular é encontrado no citoplasma celular.

2: OS NÚMEROS DE CROMOSSOMOS VARIAM ENTRE OS ORGANISMOS

Os organismos têm um número definido de cromossomos por célula. Esse número varia em diferentes espécies e é, em média, de 10 a 50 cromossomos totais por célula. As células humanas diploides têm um total de 46 cromossomos (44 autossomos e 2 cromossomos sexuais – X e Y). Um gato tem 38, gorila 48, guepardo 38, estrela do mar 36, caranguejo-rei 208, camarão 254, mosquito 6, alguns sapos 26 e a bactéria E. coli apenas 1. Nas orquídeas, os números dos cromossomos variam de 10 a 250 entre espécies.

A samambaia Ophioglossum reticulatum possui o maior número de cromossomos totais conhecidos, com 1260 cromossomos!

3: OS CROMOSSOMOS DETERMINAM SE VOCÊ É HOMEM OU MULHER

Os gametas masculinos ou espermatozoides em seres humanos e outros mamíferos contêm um dos dois tipos de cromossomos sexuais: X ou Y. Os gametas femininos ou óvulos, no entanto, contêm apenas o cromossomo sexual X. Nesse caso, nos mamíferos é o homem que determina o sexo do bebê, já que os espermatozoides podem possuir cromossomos X e Y, que fundindo-se ao óvulo (apenas cromossomos X) podem originar homem (XY) ou mulher (XX).

4: CROMOSSOMOS X SÃO MAIORES QUE CROMOSSOMOS Y

Os cromossomos Y são cerca de um terço do tamanho dos cromossomos X. O cromossomo X representa cerca de 5 por cento do DNA total em células, enquanto o cromossomo Y representa cerca de 2 por cento do DNA total de uma célula.

5: NEM TODOS OS ORGANISMOS TÊM CROMOSSOMOS SEXUAIS

Você sabia que nem todos os organismos possuem cromossomos sexuais? Organismos como vespas, abelhas e formigas não possuem cromossomos sexuais. O sexo é, portanto, determinado pela fertilização. Se um ovo for fertilizado, ele se tornará macho. Os ovos não fertilizados se desenvolvem em fêmeas. Este tipo de reprodução assexuada é uma forma de partenogênese.

6: OS CROMOSSOMOS HUMANOS CONTÊM DNA VIRAL

Você sabia que cerca de 8% do seu DNA vem de um vírus? Segundo os pesquisadores, essa porcentagem de DNA é derivada de vírus conhecidos como vírus da doença de Borna – vírus Borna. Esses vírus infectam os neurônios de seres humanos, aves e outros mamíferos, levando a infecção do cérebro. A reprodução do vírus Borna ocorre no núcleo das células infectadas.

Os genes virais que são replicados em células infectadas podem se integrar nos cromossomos das células sexuais. Quando isso ocorre, o DNA viral é passado de pai para prole. Pensa-se que o vírus Borna possa ser responsável por certas doenças psiquiátricas e neurológicas em seres humanos.

7: OS TELÔMEROS CROMOSSÔMICOS ESTÃO LIGADOS AO ENVELHECIMENTO E AO CÂNCER

Telômeros são áreas de DNA localizadas nas extremidades dos cromossomos.

São como tampas protetoras que estabilizam o DNA durante a replicação celular. Ao longo do tempo, os telômeros desgastam e ficam encurtados. Quando eles se tornam muito curtos, a célula não pode mais se dividir. O encurtamento de Telômero está ligado ao processo de envelhecimento, pois pode desencadear apoptose ou morte celular programada. O encurtamento dos telômeros também está associado ao desenvolvimento de células cancerígenas.

8: AS CÉLULAS NÃO REPARAM DANOS CROMOSSÔMICOS DURANTE A MITOSE

As células desligam os processos de reparo do DNA durante a divisão celular. Isso ocorre porque uma célula em divisão não reconhece a diferença entre os bancos de DNA danificados e os telômeros. A reparação do DNA durante a mitose pode causar a fusão dos telômeros, o que pode resultar em morte celular ou alterações cromossômicas.

9: OS MACHOS AUMENTARAM A ATIVIDADE CROMOSSÔMICA X

Como os machos têm um único cromossomo X, é necessário que as células aumente a atividade genética no cromossomo X.  Um complexo de proteínas ajuda a regular ou aumentar a expressão de genes no cromossomo X, ajudando a enzima RNA polimerase II a transcrever DNA e expressar mais os genes do cromossomo X. Com a ajuda do complexo proteico, a RNA polimerase II é capaz de viajar mais ao longo da cadeia de DNA durante a transcrição, fazendo com que mais genes sejam expressos.

10: EXISTEM DOIS TIPOS PRINCIPAIS DE MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS

As mutações cromossômicas às vezes ocorrem e podem ser categorizadas em dois tipos principais: mutações que causam mudanças estruturais e mutações que causam alterações nos números cromossômicos. Ruptura cromossoma e duplicações podem provocar vários tipos de modificações estruturais dos cromossomas incluindo deleções (perda de genes), duplicações de genes (genes extra), e as inversões de genes (segmento de cromossomo quebrado é invertida e inserido de volta no cromossomo). As mutações também podem causar um número anormal de cromossomos no indivíduo. Este tipo de mutação ocorre durante a meiose e faz com que as células tenham cromossomos demais ou não suficientes. Síndrome de Down ou Trissomia do cromossomo 21 resulta da presença de um cromossomo adicional no cromossomo autossômico 21.

Fonte: ThoughtCo.