Muitos estudantes e também acadêmicos de ciências biológicas/biologia me enviam emails perguntando sobre as áreas de atuação do biólogo, como sempre respondo um por um, resolvi simplificar o processo e disponibilizar a resposta para esta pergunta comum aqui no blog.

Por muitos anos, desde o dia 3 de setembro de 1979, quando a profissão de biólogo foi regulamentada pelo governo brasileiro através da Lei nº 6.684 publicada nesta data, houve uma série de dificuldades quanto às áreas que um biólogo poderia atuar, pois juntamente com a regulamentação desta profissão, também foi regulamentada a profissão do biomédico.
Eu (Guellity Marcel) à direita, e meu amigo Gabriel Oliveira

Deste modo, não ficavam claras e bem especificadas as áreas onde cada profissional deveria atuar exatamente, havendo um certo conflito não somente entre biólogos e biomédicos, mas também entre outros profissionais de outras áreas afins, como por exemplo na engenharia ambiental, onde algumas atividades eram realizadas tanto por biólogos quanto por engenheiros ambientais.
Somente no dia 18 de agosto de 2010, data em que foi publicada a Resolução 227/2010 pelo Conselho Federal de Biologia – CFBio, que finalmente as áreas de atuação do biólogo foram especificadas de forma clara.
Esta resolução regulamenta que o biólogo pode atuar em três grandes áreas:
  1. MEIO AMBIENTE E BIODIVERSIDADE
  2. SAÚDE
  3. BIOTECNOLOCIA E PRODUÇÃO
Dentro dessas áreas há várias subáreas de atuação, como você pode ver abaixo:
1. Áreas de Atuação do Biólogo em Meio Ambiente e Biodiversidade: 
Aquicultura: Gestão e Produção 
Arborização Urbana 
Auditoria Ambiental 
Bioespeleologia 
Bioética 
Bioinformática 
Biomonitoramento 
Biorremediação 
Controle de Vetores e Pragas 
Curadoria e Gestão de Coleções Biológicas, Científicas e Didáticas 
Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos 
Diagnóstico, Controle e Monitoramento Ambiental 
Ecodesign 
Ecoturismo 
Educação Ambiental 
Fiscalização/Vigilância Ambiental 
Gestão Ambiental 
Gestão de Bancos de Germoplasma 
Gestão de Biotérios 
Gestão de Jardins Botânicos 
Gestão de Jardins Zoológicos 
Gestão de Museus 
Gestão da Qualidade 
Gestão de Recursos Hídricos e Bacias Hidrográficas 
Gestão de Recursos Pesqueiros 
Gestão e Tratamento de Efluentes e Resíduos 
Gestão, Controle e Monitoramento em Ecotoxicologia 
Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Flora Nativa e Exótica 
Inventário, Manejo e Conservação da Vegetação e da Flora 
Inventário, Manejo e Comercialização de Microrganismos 
Inventário, Manejo e Conservação de Ecossistemas Aquáticos: Límnicos, Estuarinos e Marinhos 
Inventário, Manejo e Conservação do Patrimônio Fossilífero 
Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Fauna Silvestre Nativa e Exótica 
Inventário, Manejo e Conservação da Fauna 
Inventário, Manejo, Produção e Comercialização de Fungos 
Licenciamento Ambiental 
Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL) 
Microbiologia Ambiental 
Mudanças Climáticas 
Paisagismo 
Perícia Forense Ambiental/Biologia Forense 
Planejamento, Criação e Gestão de Unidades de Conservação (UC)/Áreas Protegidas 
Responsabilidade Socioambiental 
Restauração/Recuperação de Áreas Degradadas e Contaminadas 
Saneamento Ambiental 
Treinamento e Ensino na Área de Meio Ambiente e Biodiversidade 

2. Áreas de Atuação do Biólogo em Saúde: 
Aconselhamento Genético
Análises Citogenéticas
Análises Citopatológicas
Análises Clínicas * Esta Resolução em nada altera o disposto nas Resoluções nº 12/93 e nº 10/2003.
Análises de Histocompatibilidade
Análises e Diagnósticos Biomoleculares
Análises Histopatológicas
Análises, Bioensaios e Testes em Animais
Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Leite Humano
Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Órgãos e Tecidos
Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sangue e Hemoderivados
Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sêmen, Óvulos e Embriões
Bioética
Controle de Vetores e Pragas
Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos
Gestão da Qualidade
Gestão de Bancos de Células e Material Genético
Perícia e Biologia Forense
Reprodução Humana Assistida
Saneamento Saúde Pública/Fiscalização Sanitária
Saúde Pública/Vigilância Ambiental
Saúde Pública/Vigilância Epidemiológica
Saúde Pública/Vigilância Sanitária
Terapia Gênica e Celular
Treinamento e Ensino na Área de Saúde. 

3. Áreas de Atuação do Biólogo em Biotecnologia e Produção: 
Biodegradação
Bioética
Bioinformática
Biologia Molecular
Bioprospecção
Biorremediação
Biossegurança
Cultura de Células e Tecidos
Desenvolvimento e Produção de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs)
Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos
Engenharia Genética/Bioengenharia
Gestão da Qualidade
Melhoramento Genético
Perícia/Biologia Forense
Processos Biológicos de Fermentação e Transformação
Treinamento e Ensino em Biotecnologia e Produção.
  Ainda assim, nesta área de Biotecnologia e Produção, esta resolução também fala que outras subáreas poderão sem implementadas como áreas de atuação do biólogo tendo em vista a diversificação do mercado neste setor. E tem mais. A Resolução 227/2010 em seu Artigo 1º e Parágrafo Único diz também que o bíólogo pode ter ser considerado como “experiente” em determinada área de atuação desde que possua no mínimo 360 de experiência na área em questão comprovada pelo acervo técnico. De acordo com o currículo do biólogo, ele poderá atuar em diversos setores, desde que seja comprovada a sua experiência conforme citado acima. Os setores em que um biólogo pode atuar de acordo com suas atividades e experiências já desenvolvidas, são citados no Artigo 3º da mesma resolução:
  1. Assistência, assessoria, consultoria, aconselhamento, recomendação;
  2. Direção, gerenciamento, fiscalização;
  3. Ensino, extensão, desenvolvimento, divulgação técnica, demonstração, treinamento, condução de equipe;
  4. Especificação, orçamentação, levantamento, inventário;
  5. Estudo de viabilidade técnica, econômica, ambiental, socioambiental;
  6. Exame, análise e diagnóstico laboratorial, vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo, parecer técnico, relatório técnico, licenciamento, auditoria;
  7. Formulação, coleta de dados, estudo, planejamento, projeto, pesquisa, análise, ensaio, serviço técnico;
  8. Gestão, supervisão, coordenação, curadoria, orientação, responsabilidade técnica;
  9. Importação, exportação, comércio, representação;
  10. Manejo, conservação, erradicação, guarda, catalogação;
  11. Patenteamento de métodos, técnicas e produtos;
  12. Produção técnica, produção especializada, multiplicação, padronização, mensuração, controle de qualidade, controle qualitativo, controle quantitativo;
  13. Provimento de cargos e funções técnicas.
Para ter acesso à maiores informações sobre a profissão do biólogo acesse:

E ai, o que achou deste post? Comente abaixo e Compartilhe!
  • Difícil não se identificar com a maioria, um mundo de caminhos!

  • Verdade Luiz! A biologia tem muitas áreas de atuação, o que muitas vezes nos gera dúvida sobre qual escolher!

    Abraço, obrigado pelo comentário!

  • Parabéns pela postagem… E vamos a luta agora…

  • Muito obrigado Luiz! É verdade. Vamos lá!

  • Há várias opções a seguir, a dúvida é qual escolher. Parabéns pela postagem.

  • Há várias opções a seguir, a dúvida é qual escolher. Parabéns pela postagem.

  • Tem razão Jossane! Obrigado :D

  • Qual área se dedica mais aos animais?

  • Guellity, vou começar a faculdade em Vitória – ES, ano que vem. Sou uma completa apaixonada por animais e, sem dúvidas, quero "atuar com eles".
    Saberia me dizer se essa area por lá é promissora? Obrigada e parabéns pelo post!

  • Diego

    Da pra ter 2 empregos?É quase impossivel escolher só uma área ahuahuahuau

  • Anônimo

    Não entendo como muita gente diz que depois de formado o biólogo tem dificuldades para conseguir emprego, na minha humilde opinião a biologia é uma das áreas mais amplas, com um grande leque de carreiras a seguir, basta correr atrás :)

  • Anônimo

    Poça estou dividida em dois sonhos…fico entre bioética e biofísica.Porém pra ser biofísica precisarei de uma especialização. Certo?

  • Isso vale para os licenciados tbm????

  • Anônimo

    É porque pode ser muito difícil conseguir emprego na área em que o graduando mais atuava, e mesmo com as pós, existem muitas áreas em que ou simplesmente não oferta de vagas, ou os salários são muito baixos.
    O fato é que Biólogo tem que ter paixão, e se for querer atuar em sua área interesse (e essa for digamos "incomum"), você realmente vai ter que se sacudir pra achar e ainda assim correndo o risco de ganhar muito pouco. Mas desanimar por conta disso jamais!